segunda-feira, 21 de julho de 2008

Músicas que me Inspiram - Parte VIII

Preparem-se para o cheiro de mofo e negação absoluta do próprio passado, porque esta vem lá do fundão do baú.

Estava eu sexta-feira à noite preparando uma comidinha na cozinha, quando de repente, do nada, me veio uma música na cabeça. Comecei a cantarolar e fui percebendo que eu sabia a letra todinha, no melhor estilo inglês-embromation, e sem me dar conta fui elevando o tom da voz, empolgada na minha interpretação romântica, até que meu marido me interrompeu aparecendo na porta e perguntando: "Que que tá acontecendo aqui? Você tá passando mal???"

Parei, olhei pra ele e perguntei: "More, de quem é essa música, heim? Lembrei a letra e lembrei também que eu adorava essa música em algum momento da minha vida, mas não tô lembrando de quem é!", e ele com a maior cara de nojo apenas balançou a cabeça e respondeu: "Não tenho a menor idéia. Nunca ouvi essa música brega antes em toda a minha vida!".

Fiquei frustrada, e continuei cantarolando "If your not here" insistentemente esperançosa de que a imagem do intérprete viesse à minha cabeça, mas não adiantou. Socorri-me então do infalível youtube, e foi aí que minha ficha caiu, o cheiro de naftalina subiu e a vergonha do meu próprio passado enrubesceu minhas bochechas:


MENUDO! Como eu não lembrei que era uma música dos Menudos??? Genteeeeeeeeee, pára tudo! Na mesma hora em que vi o comecinho deste vídeo fui acometida por uma avalanche de sensações que foram da vergonha de já ter gostado disso até a saudade doída de uma época tão boa e inocente!

Eu devia ter uns 10 ou 11 anos quando estourou a febre dos Menudos, isso lá pelos idos de 1986, 1987, por aí... E como toda garotinha da época, também era enlouquecida pelos garotos dos colants coloridos, não perdia o programa do Gugu porque sempre aparecia alguma coisa sobre eles, e sonhava com o dia em que me casaria na igreja com o Robby, que eu achava o mais lindo de todos e, pra quem não sabe, é o intérprete desta música... Era demais... Dançar a coreografia de "Não se Reprima" era tudo que uma menina devia saber, e ter pôsteres com a imagem do grupo era obrigatório pra qualquer fã.

Hoje vemos esses vídeos e achamos tudo um horror... os meninos, os cabelos, as roupas e a música. Mas é a representação dos ideais românticos de uma geração inteira de adolescentes e pré-adolescentes (salvas raríssimas exceções, claro), quer a gente queira admitir ou não.

Durante minha adolescência ainda tive tempo de sucumbir a uma outra febre que chegou alguns anos depois: New Kids on The Block, um grupo um pouco menos "cafona", digamos assim, mas também muito ultrapassado para os padrões atuais:


Step by Step, uhhhhhhh baby! Quem não cantou esse refrão aos 12, 13 ou 14 anos? Quem não se apaixonou pelas carinhas de bunda de bebê dos garotos que prometiam ser os sucessores dos Menudos em termos de fenômeno de sucesso? Novamente confesso: eu participei e vivi essa onda intensamente. Lembro que sempre tinha alguma menina que levava sua pasta de recortes, fotos e revistas com matérias sobre os rapazes para a escola, e então na hora do recreio sentava aquela roda de garotas em volta da dona da pasta para admirar o material, era um festival de suspiros e gritinhos histéricos de um bando de adolescentes quase descontroladas... Bons tempos!

Depois vieram muitas outras bandinhas desse tipo, mas já não era mais a minha praia (tudo tem limite nessa vida, não é mesmo?), e ainda hoje existem os ícones do público adolescente que vira e mexe arrastam multidões por onde passam... Eles estão mais modernos, mais tecnológicos, mas continuam com o mesmo objetivo de deixar garotinhas enamoradas e gravar as letras de suas musiquinhas-chiclete na cabeça de quem as ouve.

E tá mais é certo, se vocês querem saber... Toda geração adolescente tem o direito de ter ídolos específicos e de cultuá-los à exaustão. Ainda que eu ache quase tudo que existe hoje nesse mercado extremamente ruim, ainda assim não posso criticar o público que consome este material porque, vejam bem, meu passado também me condena!

E depois, por pior que seja a música tem um poder que sempre a faz valer à pena, até quando é ruim: Nos levar para viajar através dos tempos e nos proporcionar a oportunidade de reviver sensações enterradas num passado que parece tão distante, mas que está ali, a uma música de ser alcançado.

Nostalgia assim, com trilha sonora, é muito mais legal!

9 comentários:

Binha disse...

Eu era apaixonada pelo Rick ! tinha até broche kkkkkk
Beijos, Binha.

Karla disse...

Amiga,

Nosso passado nos condena kkkk mas era muito bom essas músicas antigas. Mas me conta o pq da concidencias vai me fala q eu to curiosa coloca no meu email.

Beijossssss

Claudia disse...

Só pra constar....o "New Kids on the Block" estão voltando flor.rsrs..... claro que agora são os "Quarentões do quarteirão" rsrs..... Ta vendo...Assistir TF fama tb é cultura.rsrsrsr
Bjs Vania

vania disse...

...Só pra constar: "New Kids on the Block" estão de volta flor.rsrs....... Claro, q. agora "Os senhores quarentões do quarteirão"..rs..... Tá vendo, assistir TV fama serve para alguma coisa.rsrsrsrs

Bjs
Vania

º.:.Jéh.:.º disse...

Oiii!!
Minha maezinha!!! Suuper cheio de naftalina messmo!! Eu não era desse tempo, ou melhor era, mas uma criança ainda... mas bem que me lembro deles no programa do Gugu!!! Coletes coloridos.. kkkkkkk... imagina uma criança dançando "Não se reprima" na frente da TV... uma graçaa!! Mas bem que infância e adolescencia dos anos 80 foi tudo de bom, hein!!! Nada será como antess... e saudade!!!

Beijoss... to add seu blog nos meus favoritos... ok!?

Lucy e Jeff disse...

Ualll kkk sempre me surpriendo quando passo por aqui kkk eita saudade dessa época, eu conheci os Menudos e cantava com o Robby , mas era doente pelos New Kids on The Block ... Jordan era o cara kkkkkk eu tinha uma pasta enorme de fotos e todos discos bons tempos ... um grupo que tb gostei lá com 11 anos de idade e até hoje gosto e compro cds rss é o Bon Jovi ele se mordenizou, pq era ridiculo tb kkk bjssssss

Tina disse...

Menina!!!!! Eu era apaíxonada pelo Menudo, não podia ver um poster novo na banca que já comprava. Acredita que pai levou eu e minhas irmãs no show que teve no Morumbi, nunca mais me esqueci, e não tenho a menor vergonha de ter curtido muito aquela época!!!!

Tina disse...

Menina!!!! Amei..... eu adorava o Menudo, fui até no show que teve no Morumbi, como é bom lembrar aquele tempo, Adorei!!!!!

Jacke Gense disse...

Nossa.. eu amei todos eles!! rs
Pena não não existir grupinhos assim como antigamente.. coitados dos nossos filhos..rsss

bjs
Jacke