terça-feira, 15 de julho de 2008

O Menino do Pijama Listrado

"Era uma vez um menino de 9 anos chamado Bruno, que vivia com seus pais e sua irmã mais velha numa casa grande e bonita no centro de Berlim. Bruno adorava aquela casa, adorava seus amigos, sua rotina, tudo!
Certo dia seu pai chegou do trabalho e disse que precisariam se mudar dali. Quando Bruno questionou o motivo, o pai apenas disse que eram ordens de um tal de "Fúria", e Bruno, consciente das regras de não afrontar o pai, resignou-se.
Mudaram-se então para um lugar estranho e distante chamado "Haja Vista", uma casa feia e pequena, sem nenhuma vizinhança por perto, apenas aquele movimento de "entra e sai" dos colegas de trabalho de seu pai que pareciam tomar conta da casa.
Bruno ficou sem amigos, sem ter o que fazer, sem os grandes corrimões da casa antiga para brincar de escorregar e sem razão nenhuma pra se alegrar. E, pra piorar a siutação, da janela de seu quarto avistava uma cerca enorme ao longe, e depois dela uma infinidade de homens que vestiam pijamas listrados, o que lhe causava um misto de espanto e arrepios.
Um dia Bruno resolveu dar um passeio para além dos arredores da casa, foi seguindo a tal cerca até onde conseguiu, e então conheceu Shmuell, um menino careca que usava o tal pijama listrado, e que havia nascido no mesmo dia que ele. Viraram amigos, trocaram confidências e viveram juntos a experiência mais extrema de suas jovens vidas. Fim."
(Dona Farta)

Estou para comentar este livro aqui no Blog faz um bom tempo, já que o li no começo do ano, mas por alguma razão o assunto foi ficando pra depois, e depois, e depois.
Então hoje, fazendo uma pesquisa sobre um assunto qualquer, acabei encontrando uma nota de que o filme de mesmo título encontra-se em fase de pós-produção, e deve chegar às telonas brasileiras no começo de 2009. Legal!

O livro, fininho e de leitura fácil (daqueles que terminamos em uma tarde apenas), faz jus à regra de que "nos menores frascos estão os melhores perfumes". Não que "O Menino do Pijama Listrado" seja o grande acontecimento literário do século, nada disso, mas o fato é que é um livro tão singelo e despretensioso quanto mágico e valioso.

Uma fábula sobre amizade e barbaridade, uma narrativa inocente que vai do cômico ao trágico com a mesma desenvoltura, a visão de um garotinho ingênuo e meio alienado sobre a maior tragédia da humanidade, aquele acontecimento que sempre me causa náuseas, arrepios e vergonha de ser "gente" - o Holocausto.

A leitura é uma delícia, a história é envolvente, e não resisto a deixar um aviso: O final é... bem, como vou dizer... não encontro a palavra certa para descrever o final do livro, então vou deixar mesmo por sua conta, ok? Tenho certeza que depois de ler "O Menino do Pijama Listrado" você encontrará algum adjetivo para descrever sua própria impressão sobre essa fábula profundamente emocionante.

Portanto, deixe a preguiça de lado e começe a ler agora mesmo! O livro é baratinho e a leitura é rápida e gostosa. Pode até ser um bom começo para quem anda com preguiça de ler... e depois com certeza vai ficar o estímulo para outras histórias... Eu até sugiro uma opção para ler na sequência:

A Menina que Roubava Livros (não consigo mencionar esse livro sem dizer que é "the best"... ever!)

E, gostando ou não gostando, volte aqui depois, e divida comigo suas impressões... comente à vontade, é sempre um prazer!
Boa Leitura!

2 comentários:

Jacke Gense disse...

Oi Flávia!
Já li este livro também.. achei muito bom!!!
Aliás.. li os dois que vc mencionou..Adorei!!

Agora vou deixar uma dica de livro.. "A sombra do vento".. eu achei fantástico...

bjão!
Jacke

Tina disse...

Amiga você sabe bem que achei o livro tudo de bom.... ainda mais que o ganhei de você.
Qto ao outro não conseguiu me envolver, sabe, mas muita gente adora!!!!! Eu sou a minoria.