terça-feira, 4 de novembro de 2008

Número 1

A correria enlouquecida dos últimos dias tem me impedido de escrever tudo que eu gostaria aqui no Blog... Às vezes quando consigo parar o assunto que eu queria abordar já ficou velho, e eu acabo deixando pra lá.

Mas essa não dá, me desculpem!

Amo Fórmula 1. Aliás aqui em casa todos nós amamos. Acordamos de madrugada pra assistir os treinos e corridas dos GP´s da China, do Japão, todos esses Grandes Prêmios que são disputados do outro lado do mundo e que por isso são televisionados por aqui durante a madrugada. Não perdemos um, estamos sempre ali, vidrados, torcendo, palpitando. A velocidade nos fascina!


E nos últimos anos esse nosso ritual tornou-se ainda mais especial, já que temos finalmente, depois de anos sem o eterno campeão Ayrton Senna, um piloto brasileiro digno da nossa torcida (desculpe, Barrichello, sem ofensas, mas os resultados falam por si!): O pequeno-grande Felipe Massa, que no último domingo quase levou minha família inteira à loucura com seu desempenho perfeito no GP do Brasil de Fórmula 1.


Torre da Cabine de Locução - Autódromo de Interlagos - GP Brasil de Fórmula 1 / 1996


Eu trabalhei por 5 anos seguidos na Fórmula 1, estava sempre lá no Autódromo, numa localização bastante privilegiada quando aconteciam as corridas. Pena que isso foi há mais de 10 anos (de 95 a 2000), época em que não havia nenhum piloto brasileiro em posição de destaque, o que tirava um pouco da emoção do GP Brasil para os brasileiros. Mesmo assim eu ficava fascinada com os pilotos, os carros, os boxes, aquela engenharia toda, aquele circo da velocidade absolutamente sedutor.



Mas domingo agora era dia de decisão do Campeonato 2008, sem dúvida o mais disputado dos últimos tempos, com o pequeno-grande Felipe Massa em condições de levar o título, apesar da grande vantagem de L.Hamilton. Motivo mais do que justo pra reunirmos toda a família em casa e engrossar a torcida e as energias negativas remetidas ao carro do Hamilton (que bem podia ter quebrado, né?).

Como gritamos... O que foi aquela última volta? Meu apartamento quase ruiu, de tanto que a gente pulava, gritava, xingava, torcia. Foi uma emoção louca, e mais louco ainda foi ter que reconhecer depois, aos 45 minutos do 2º tempo, que realmente não deu.

Uma pena, uma pena mesmo! Principalmente porque se tivesse dependido só do Massa esse campeonato estaria no papo, mas os erros da Ferrari custaram muito caro, e sobrou o vice. Não dá pra não resmungar, mas também já foi, né? E 2009 tá logo ali... A hora do Massa vai chegar, tenho certeza! O menino é fera!

E pra encerrar o dia com chave de ouro nosso time - o Grande Tricolor Paulista - time escolhido por pessoas de bom gosto, inteligentes e sensatas, que apreciam esporte de nível - como inclusive o próprio Felipe Massa - uhuuuuu!, entrou no gramado para uma importante partida do Campeonato Brasileiro fazendo uma digna homenagem ao piloto, todos os jogadores vestiam as camisas oficiais estampadas com o número 1 e o nome Massa. Imagem linda, de arrepiar... Fico imaginando o que o próprio Massa sentiu ao ver esta cena!


O São Paulo? Claro, ganhou a partida contra o Inter no Morumbi por 3 X 0 e assumiu a liderança do Brasileirão, porque quem é número 1 é número 1 e ponto. Não quero cantar vitória antes da hora não, como dizem os jogadores, "...nós respeitamos os adversários...", mas vamos combinar que essa deslanchada do Tricolor nessa fase não pode ser outra coisa senão o prenúncio de mais um título... Veeeeeeeeeenha!


Salve o Tricolor Paulista!
Salve Felipe Massa!

2 comentários:

ERICA disse...

SALVE O SUPER MEGA MASSA!!!!!!! SALVE O TRICOLOR PAULISTA!!!

PQ NÓS SOMOS OS MELHORES, SEMPRE!!!!!

Fê, a noiva neurótica! disse...

Faaaaaaaaaaaala dona Flavia, tudo bem???

Lembra o texto da raquete la, do frescobol e tal? passei pra uma amiga, pra ela dar no encontro de casais da igreja... ela AMOU :)

Obrigada mais uma vez!
__________________________

Me ensina colocar esse bagulho que a foto fica mudando, please????

bbbjo.