terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Tudo QUASE Normal.

Olá, Pessoas!

Quanto tempo, não é mesmo? 10 dias sem postar... é um record pra mim. E senti muita, muita falta do meu cantinho!

Acontece que, vocês sabem... a vida real não é moleza não, e última semana de férias do filho + preparativos para a volta às aulas + compra de material escolar (e lá se foi uma verdadeira fortuna!) + compra de uniforme escolar + reunião de pais + marido recém operado e "de molho" em casa + trabalho e todas as outras rotinas do dia-a-dia = caos absoluto, pra variar.

Como vocês sabem, meu filho voltou do acampamento na segunda-feira, dia 19/01. Voltou cheio de histórias pra contar, bronzeadérrimo, cheio de energia pra curtir a última semana de férias em casa Eeeeeee trouxe também uma mala gigante lotada de roupas imundas. Tudo bem, eu mesma disse que "se sujar faz bem", mas limpar a sujeira depois dá um trabaaaaaalho... Nem queiram saber!

E um pouco antes de o Lucas voltar, no sábado dia 17/01, meu marido fez uma cirurgia no ombro esquerdo. Passamos uma noite no hospital, correu tudo bem e no domingo ele teve alta, mas vai ficar com o braço imobilizado por 30 dias. Trinta Dias! Vocês sabem que homem não costuma lidar muito bem com esse tipo de dificuldade, tem uma tolerância menor à dor, enfim... é difícil, mas estamos administrando bem, na medida do possível.

*** Abre parênteses para uma pequena história:

A cirurgia do meu marido estava agendada para as 08h00 do sábado, dia 17. Chegamos ao Hospital São Luiz (Itaim) para a internação umas 2 horas antes, e no horário previsto ele foi para o Centro Cirúrgico. Só que o nosso quarto ainda não estava liberado (dependia das altas que ocorreriam até as 10h00), então tive que ficar esperando, coisa que faço muito mal - não consigo ficar sentada sem fazer nada num lugar por mais de 10 minutos.

Eu até tinha levado um livro pra ler, mas àquela hora da manhã não era exatamente algo que me distrairia, então resolvi dar uma circulada pelo Hospital. Fui tomar um café, e depois decidi ir ver os bebês nos berçários - Adooooro ver bebês!

Lá no São Luiz tem um berçário por andar, então fui passando de um por um, até que cheguei num andar em que todos os bebês estavam nos bercinhos, porque era hora da consulta do pediatra (nos outros berçários a maioria dos bebês já estavam nos quartos com as mães).

Encostei no vidro e fiquei lá olhando as carinhas lindas, as roupinhas, os cabelinhos, os biquinhos, os nomes dos bebês e dos pais, essas coisas de gente curiosa que não tem mais nada pra fazer.

Detalhe: Eu estava com a minha malinha básica, né, porque ainda não tinha um quarto onde deixá-la, então a cena não era exatamente "comum". Pensem: uma mulher com uma mala encosta no berçário e fica ali olhando todos os bebês sem demonstrar conhecer especificamente nenhum.

Mas eu fiquei lá. Fui ficando, e observando, e aí as enfermeiras começaram a despir os bebês para que o pediatra os examinassem (com uma prática tão grande que chega a parecer estupidez), e eles começaram a chorar todos ao mesmo tempo, aquele movimento. Fiquei pensando que a mulherada do futuro vai sofrer com falta de homem, porque pra cada 5 meninas ou mais nasce 1 menino (impressionante! em todos os berçários, pelos nomes, existem muuuuuuuuito mais meninas que meninos).

E aí o segurança começou a me olhar de forma meio estranha. Observei e ignorei, mas ele começou a me olhar de uma forma cada vez mais ostensiva, e eu estava pronta pra ser "imobilizada" a qualquer minuto pelo moço. Tudo bem, esse é o trabalho dele, e talvez ele tenha achado que meu plano maquiavélico era colocar uma meia dúzia de bebês na mala preta e fugir. Pode ser. Nossa! Praticamente uma Nazaré! Será que eu tenho cara de sequestradora de bebês?

Fui salva pelas mães que começaram a aparecer. Anciosas porque seus bebês não voltavam para o quarto, elas começaram a aparecer, e eu que sou muito muito muito xereta já ia logo perguntando qual era o bebê, e começava a bater papo, e logo estava dentro do quarto da moça segurando seu bebê no colo. Sério! Muita cara de pau minha, não é não?

Entrei em 2 quartos porque "fiz amizade" com 2 mães que foram lá no berçário. No começo elas estranhavam também, e arregalavam os olhos quando viam a mala, mas depois que eu explicava que meu marido estava operando, e blablabla, bom... me deixaram ver os bebês de perto... Uns fofos, aliás!

E o segurança achando que eu era algum tipo de sequestradora... fala sério! Depois que saí dos respectivos quartos quase dei uma banana pra ele, mas mantive a compostura e fiquei só no olhar atravessado... E finalmente deixei os bebês em paz.

*** Fecha parênteses.


Continuando na minha saga, tivemos então a última semana de férias do Lucas, com todas aquelas responsabilidades de volta às aulas pra resolver, aquela loucura de comprar material escolar, uniforme, ir à reuniões, etc e tal. Vida de mãe não é fácil não, mas pra ser sincera o que sofre mesmo nessa brincadeira é o bolso. Tudo custa absurdamente caro, só na lista de material vai mil reais sem a gente perceber, fora todo o resto de miudezas que, somados, viram uma facada. Nessas horas eu realmente não entendo a matemática de quem tem muitos filhos... Haja dinheiro!

E então chegamos ao dia de hoje, o dia da volta às aulas. Meu filhote já está lá, na sua nova sala de aula, com sua nova professora, usando seus materiais novinhos em folha e com a mesma turminha que o acompanha desde 2006.

Ou seja, tudo QUASE normal. E o Blog também há de voltar à sua programção normal, porque, né? Chega de férias! Começar de verdade o ano só começa depois do Carnaval (a incrível desculpa que temos para o ritmo mais lento esses dias), mas até lá vamos recuperando o fôlego para tudo que nos espera.

Vi muitos filmes legais nos últimos dias - no cinema ou em DVD, e como estou sem muita criatividade pra falar de outras coisas, vou preparar mais um lote de resenhas e dicas de cinema pra postar essa semana. Quem sabe até uma edição especial pré-Oscar que estou com muita vontade de fazer, vamos ver se dá... Aguardem!


P.S.: Preciso de um Help!
Meu contador de acessos / número de pessoas online que ficava logo abaixo da minha foto deu pau. Não sei o que houve, mas primeiro ele parou de aparecer e depois desapareceu de vez (mixxxxtério!)... Já tentei recolocar, mas aí começa a contar do zero novamente, e assim não tem graça! Alguém sabe/pode me ajudar? Pleaseeeeeeee!!!

Brigadú! Beijos!

3 comentários:

Maciel Queiroz disse...

Olá priminha!

Realmente estava com saudade de vc por aqui, pq não é segredo que sou um ávido leitor e fã seu e de seu blog.

E tenho q dizer q bolei de rir com a história da Nazaré...hehehehe...vivendo e se surpreendendo é o q sempre digo.

E para provar q sou um primo legal vou tentar te ajudar com o negocio do contador, até pq fui vitima do mesmo problema q vc e nao custa dar um auxilio a alguem tao bacana e especial.

Entre nesse site:
http://www.contadordevisitas.info/
Ai vc se cadastra rapidinho e escolhe um dos 50 modelos q tem lá e vc pode iniciar a contagem do seu blog de onde parou, só basta colocar o numero q tinha qdo deu pau no espaço q vai aparecer la, é bem simples.

Qualquer duvida ou problema q der pode contar cmg que estou sempre a seu dispor! Beijo!

Karla disse...

Vc vai rir de mim tudo bem pode rir mas o que eu vou dizer é a mais pura verdade heim rsrs.
Vc é a mãe maravilha, a super mulher maravilha rrsrsrsr, na versão loiraaaaaaaa rsrsrs.

Beijo e um abraço e melhoras pro maridão

Fernanda disse...

Menina...
ate a ida ao hospital se torna um
super post?
complicada essa nossa vida muderna de fazer mil coisas ao mesmo tempo.
enfim, quanto ao gatinho...
eu tenho 3! e amanhã chegam os dois cachorros do cunhado... a família cresceu! 3 gatos e 2 cachorros!
eu acho bicho tudo de bom, não consigo me imaginar sem eles pra me fazer companhia no fim do dia!