segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Bizarrices Carnavalescas - Parte II

Olha, se eu tivesse mais tempo (hummm... tempo eu até tenho, tô aqui de papo pro ar no feriadão), ou mais "coragem" (ai, que preguiçaaaa!), ou simplesmente uma internet que funcionasse decentemente (sim, minha internet "a lenha" está uma porcaria e não é de hoje!), juro que eu ia fazer um "compêndio" sobre o Carnaval na Televisão... E tenho certeza que poucas pessoas conseguiriam distinguir um ano do outro!!!

Eu já trabalhei lá, na transmissão desse troço todo, portanto conheço (ou conheci) os bastidores das transmissões, certo??? Foram 6 anos!

Daí assim, gente, fico aqui agora pensando com os meus botões... vai uma grana altíssima pra fazer um evento como esse, sabiam??? Quero dizer, isso só a grana que a TV gasta pra botar a equipe lá pra trabalhar, montar a estrutura de transmissão, e tal... claro que essa grana volta muito maior em forma de patrocínio, mas nem é esse o assunto, affff, já estou eu desviando do foco novamente!

A questão é a seguinte:

Os desfiles superam-se ano após ano... Eu realmente gosto de assistir porque sei que sempre haverá uma "novidade", um carro alegórico robotizado, uma nave espacial, algo do gênero, as escolas grandes sempre preparam grandes surpresas para o público, e realmente é um espetáculo grandioso, sedutor, todo (ou quase todo) mundo gosta de pelo menos dar uma espiadinha...

O que eu não entendo é essa necessidade tresloucada da Globo de colocar todos os seus melhores repórteres para trabalharem na Avenida... Cada ano são mais repórteres, um batalhão deles, e sabe o pior??? Não tem assim, muito assunto pra eles cobrirem...

Fico pensando que chegará o dia em que um repórter entrevistará o outro, tamanha a falta de originalidade das entrevistas que têm que fazer... Você pode pegar a transmissão do Carnaval de qualquer um dos anos anteriores e colocar os repórteres na Concentração e na Dispersão, e vai encontrar exatamente as mesmas perguntas, uma coisa tão tosca que eu sinto vergonha pelos repórteres de terem que se submeter a tais papéis...

Assim, sempre tem um carro alegórico que quebra na entrada da Avenida, sempre tem um que pega fogo, sempre tem um desses tiozinhos da velha guarda que passal mal, sempre tem uma passista chorando porque a sandália arrebentou, sempre tem alguém desesperado porque a fantasia quebrou... Tudo igual, ano após ano...

E as perguntas que os repórteres de primeiro escalão da Globo fazem então:

"Mestre Fulano, o senhor está muito emocionado com o momento da entrada na Avenida se aproximando?"

Ao que o tal Mestre Fulano responde:

"Sim, é muita emoção, e esse ano nossa escola veio pra ganhar!" (todos dizem que a escola veio pra ganhar!!! alguém avisa essas pessoas que só uma ganha, peloamordedeus???)

Impressionante, gente... tudo sempre igual... Por que eles não se limitam a transmitir os desfiles, raios??? Precisa ficar entrevistando o povo??? Quem é que quer saber da emoção do tiozinho mestre sei lá do que??? Ai, todo mundo já sabe que o povo que vai lá desfilar morre de paixão, blablabla, então essa parte é dispensável, né???

E nem é que eu ache exatamente chato... é que eu fico honestamente pensando se eu estivesse lá, desfilando, se eu fosse daquelas pessoas que desfila todos os anos pela mesma escola, e tal... Fico pensando como eu, pessoa de poucos amigos em horas-limite, reagiria à mesma pergunta feita todos os anos... Talvez sobrasse sapatada na testa de alguém, sei lá... Porque pergunta cretina sempre merece pelo menos uma resposta idiota, né???

Mas tudo bem, a Mangueira acabou de entrar (na Avenida! Inclusive meu marido está lá, e acho bom que esteja bem longe desse assunto de mangueiras e entradas... hihihi), e eu vou ficar aqui assistindo, em busca de mais bizarrices óbvias pra desabafar com vocês que talvez estejam vivenciando um Carnaval bem mais interessante que o meu! tcharam!

Ah, só mais um último detalhe: Alguém me diz quem foi o "santo" que inventou a tal "esquina do samba"??? Tão patético a Diarista (ops! A Cláudia Rodrigues) entrevistando seus colegas globais com perguntinhas do tipo: "É a primeira vez que você desfila?"... Isso é que é não ter onde gastar o dinheiro, viu, Dona Globo??? Prestem atenção!!!

Um comentário:

Fê, a noiva neurótica! disse...

adorei uma hr que a renata ceribelli : OLHA, SABRINA SATO NOSSA MUS......... (ia falar musa, alguem no ponto COM CERTEZA mandou ela calar a boca) ahuauhauhauua
e ai a camera pegou a sabrina 3 segundos HAUHUHAUHAUHAUAU
tipo "calada fdp, ela é do panico" UAUHAUHAHUAHAUAHA