quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Que Dia!!!

Aliás, que dia não, que semana!!! Afffffffffff...

Pra começar, nem consegui folgar e emendar o tal "feriadão do dia 20"... Eu bem que tentei, mas por aqui nem era feriado, então desde segunda-feira tivemos "vida normal"... o Lucas teve aula e as últimas provas no Colégio, e eu tive trabalho, muito trabalho!!!

Vida de autônomo é assim, principalmente na minha área... Tenho semanas tranquilas, em que consigo até fazer coisas pessoais sem comprometer o trabalho... Daí de repente, como que num passe de mágica, o mundo vira de pernas pro ar e todos os problemas acontecem ao mesmo tempo, todo mundo resolve me solicitar, e eu, que sou só uma, mal consigo respirar! Assim têm sido os últimos dias, e eu estou EXAUSTA!!!

Como diz minha amiga "super-bruxa-Érica", pior do que ter um chefe é ter vários chefes, o que é o meu caso... cada cliente é um chefe, e como eu trabalho pra empresas, não são "chefinhos que pegam leve" não... nãããããoo... são chefes que exigem, tudo pra ontem, tudo com a "máxima urgência"... é cruel, viu!!!

Massssssss... nem posso reclamar... faz parte e eu sabia que seria assim quando escolhi esse caminho... Bem ou mal vou me virando, totalmente escrava do celular e do notebook, fazendo mil coisas enquanto estou no trânsito ou enquanto espero a chamada para um audiência, e no fim, pelo menos até agora, tudo tem dado certo...

Eu estou com mil coisas na cabeça que queria postar aqui no Blog... algumas coisas até já estão rascunhadas, mas nem vou me atrever a publicar nada muito complexo hoje porque, estragada do jeito que estou, é capaz de eu assassinar o português, fazer tudo errado, e depois fico com raiva de mim mesma por escrever errado...

Por ora, vou só comentar uma coisa curiosa que descobri a meu próprio respeito hoje... Descobri que eu tenho medo, muito medo... um medo que eu nunca tive, e estou um pouco assustada comigo mesma...

Hoje eu fui para o Rio logo cedo, tinha umas coisas de um cliente pra resolver lá, acordei antes das 6h00 da manhã (o que pra mim é madrugada!), e antes das 9h00 já estava no avião...

Antigamente, nos meus tempos de solteira, nos meus tempos de Globo, eu vivia na ponte-aérea, viajava tanto que tenho a impressão de que às vezes passava mais tempo nos aeroportos do que na minha própria casa... Como sou "de origem pobre" (e pobre até hoje), sempre curti viajar, mesmo que a trabalho, sempre gostei de viajar de avião, e quando solteira nem era um problema passar tanto tempo pra lá e pra cá...

Já nos últimos tempos, viajei bem pouco, até porque desde que virei "autônoma" tirei pouquíssimas férias, e a última vez em que viajei mesmo, pra descansar e aproveitar, foi em 2005, quando fomos para o Nordeste.

Pois bem. Desde 2005 que eu não entrava num avião. E, de 2005 pra cá aconteceram as duas grandes tragédias da aviação brasileira (a da Gol no ano passado e a da TAM nesse ano). Também de 2005 pra cá surgiram os tantos escândalos sobre a insegurança do ambiente aéreo brasileiro, as tais crises dos Controladores de Vôos, a irregularidade da pista de Congonhas, etc... De alguma forma, eu digeri essas notícias ao longo do tempo, absorvi tudo isso como qualquer pessoa, e então chegou o dia de hoje...

Genteeeeeeeeeee... Eu estou com medo de avião!!! Muito, muito medo!!! E eu não sabia disso!!! É horrível!!!

Eu nem estava pensando em nada disso, fui viajar normalmente, estava lá tranquila, lendo meu livro, e tal, mas quando o avião começou a se movimentar, caramba! Comecei a suar frio, começou a me dar um troço, e ainda por azar eu estava numa poltrona bem em cima da turbina, então aquele barulho começou a me perturbar de um jeito assustador... Chegou uma hora em que eu tinha certeza que havia algo errado com o barulho daquela turbina, como se algo não estivesse funcionando corretamente... Tudo impressão minha, claro, mas eu fiquei super tensa, e na hora da decolagem então, putzzzzzzz... Até fechei os olhos e apertei os lábios, sabe... em pânico...

Calma, calma, não paguei nenhum mico, e acho que, tirando o senhor mal-humorado que estava do meu lado, ninguém percebeu a minha tensão... Consegui manter a classe, apesar do medo, mas confesso que só relaxei um pouco quando a "subida" terminou, e mesmo assim fiquei tensa durante todo o vôo...

Passei o dia inteiro pensando: "O que é isso, Flávia? Tá doida???"... Mas, de verdade, foi mais forte do que eu... um medo do cão, do avião cair, explodir, chacoalhar, sei lá... Sei que é tudo bobagem, pois mesmo com tudo que aconteceu voar continua sendo um dos meios de transporte mais seguros, e tal, só que tudo isso que aconteceu recentemente aqui no país fica dentro da gente de um jeito muito mais forte do que podemos imaginar... E logo eu, que nunca tive esse tipo de problema... Amarelei!!!

Na hora da volta, final da tarde, o momento de pânico foi o inverso... até que me mantive tranquila na saída lá do Rio, apesar daquele mar enorme que às vezes parece que vai nos engolir, mas quando foi chegando em São Paulo, novamente eu suei frio... O curioso na volta foi que eu percebi que tinha um grupo de homens "de negócios" que estavam nas poltronas ao meu redor que também esboçaram um certo "medinho", e alguns deles até comentaram: "Ai, tá chegando em Congonhas, seja o que Deus quiser...". Esse comentário me deixou um pouco mais tranquila, pensando que talvez não seja só eu que fiquei assim, e que talvez tudo que aconteceu tenha abalado muito mais pessoas do que imaginamos...

Enfim... Cheguei inteira, sã e salva, e já estou no aconchego do meu lar...

De qualquer forma, o dia de hoje me serviu pra uma constatação: Eu tenho medo... bastante medo... Não sei se isso é bom ou ruim, mas falar sobre esse medo que parece absurdo acabou me aliviando um pouco, e não vou me envergonhar dele, afinal, todos nós temos nossos medos, não é mesmo???



Boa Noite, e Boa Sorte!!!

Um comentário:

Fernanda disse...

vc ja foi pra brasilia de avião Fla?


SÓ POR DEUS... o negocio chacoalha como se fosse um "buzão" (isso, nem ônibus é.. é BUZÃO mesmo) HAUHAUHAUAUHAHUAHUAHAUHUA... dá a impressão de que o buzão ta subindo em pedras, de tanto que treme a bagaça auhuhauhauhauhauhauhahuuah
senti muuuuuuuuuuuuuuito medo...rs


relaxa, fica assim nao, pq uqerendo ou nao, avião é um dos seus instrumentos de trabalho, e ter medo dele nao rola :(


bjiiiinhos